Em Portugal, a energia eólica tem uma importância no consumo energético acima da média europeia. Dentro da União Europeia, só a Dinamarca, a Lituânia e a Irlanda superam o país.

Em 2005 a energia produzida a partir do vento representava 2% de toda a eletricidade produzida na União Europeia. Onze anos depois, em 2016, a percentagem passou para 10%.

Os principais responsáveis por este salto na produção de energia eólica foram a Lituânia (de 0% para 27%), a Dinamarca (de 19% para 43%) e Portugal (de 3% para 20%). A Irlanda, o Reino Unido, a Espanha e a Alemanha também aumentaram a produção eólica.

Além disso, a energia eólica portuguesa foi das que mais importância ganhou em comparação com o ano de 2005.

Fonte: Eurostat

O vento é atualmente a quarta fonte de eletricidade produzida na União Europeia, atrás da energia térmica convencional (49%), a nuclear (26%) e a hidráulica (12%)